Google+ Badge

quarta-feira, 13 de outubro de 2010




Ah, esses pés

Que já fizeram pontes sobre abruptas horas

Já seguiram caminhos errantes, simétricos e incongruentes.

Meus pés buscaram as luzes da filosofia

Buscaram roxinóis em cantos de exibição

Agora contemplam a água do rio, sua velocidade, seu bramido

Libertam-se...


Janaina Cruz

9 comentários:

  1. Pés que tantos caminhos trilharam,merecem um descanso de paz....beijos de boa tarde pra ti..obrigado pela visita...

    ResponderExcluir
  2. Que venham as luzes e em seguida, as contestações.

    Liberdade...

    Lindos versos!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Olá Janaína, como vai?

    Ah! Os pés, a base de tudo. Nossos pés se encontram com belos caminhos, e sabem ultrapassar as barreiras. Belíssimos seus versos engrandecendo os pés!
    Que bom que você veio! Sua presença é sempre importante para mim.
    Obrigado pelos seus comentários que me alegram muito!

    ResponderExcluir
  4. Uma foto fantástica. Dá vontade de copiá-la!

    ResponderExcluir
  5. Nossa, Janaina!

    Que poema belo! Quase pude sentir as mesmas águas que banharam seus pés, refrescando a minha alma!

    Lindo! Lindo! Lindo!

    Beijos, querida.

    ResponderExcluir
  6. Beijos carinhosos de bom dia pra ti querida...

    ResponderExcluir
  7. liberdade aos pés! te sigo também ! seja bem vinda a Alcateia!

    ResponderExcluir
  8. adorei o título do teu blogue!!


    paradoxosdoedu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. um grande lugar de POESIA - aqui!!


    paradoxosdoedu.blogspot.com

    Heduardo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...