Google+ Badge

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

A canção da negritude dos cabelos


Escondi na negritude dos meus cabelos a luz da tua voz, que avança, irrompendo as paredes dos desejos de um arrepio mais veloz.
Emudeço quando olho em teus olhos, o amor está ali, o amor também sou eu, a chuva e o vento, teu pensamento que é sempre nós.
Teu verbo me umedeci, parece prece essa canção, a canção que fizestes dos meus cabelos negros, falando que é pra sempre esse amor.
A lâmina de todo dia não nos mete medo, não escondemos nenhum segredo.
Nascem flores de nossas mãos, sílabas fortes desenhadas, estrelas acordadas na imensidão.
Sei que o futuro é indecifrável, espero que seja um bom tempo carregado em todos os cantos de você... De você em mim.

Meu amor, todos os dias enfrentamos as lâminas do mundo sem nenhum corte!
Amo você, pra sempre

Janaina Cruz

7 comentários:

  1. as laminas não nos cortam e se cortarem não sangra, pois Deus nos ama.
    é só assim meu amor para enfrentarmos e sairmos, se não ilesos, com as nossas peles cada vez mais fortes,para suportarmos os cortes.
    para sempre te amarei !!!

    ResponderExcluir
  2. Otima inspiração amiga nesta negritude,que fa rever e repensar o tempo e recriar os cantos e encantos.
    Muito bom.
    Carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  3. Que o futuro seja cheio da sua sensibilidade...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Uma declaração de amor é sempre linda... mas dita desta forma é lindíssima!

    ResponderExcluir
  5. Jana!!

    Muito linda a sua declaração, as suas atitudes diante do amor!
    O exauta, vive, se alegra e encanta.

    É bonito de se ver!!!

    beijos amiga, felicidades 1000 a vocês!!!

    ResponderExcluir
  6. Querida amiga

    Assim é o amor.
    Assim permaneça,
    unido não pelo tempo apenas,
    mas pelo sentir intenso.


    Que sempre existam
    sonhos a habitar teu coração.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...