Google+ Badge

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Desesperança



Parca luz invadindo silêncios dessa casa solitária

Maldita como o sol invadindo através frestas
Pirilampos alienados bailam na escuridão de mãos cansadas
Fios singelos, gotas marginais.

Não há nada de novo nascendo nessa manhã
Muitos ainda hão de caminhar na corda bamba do destino
Outras crianças vão interrogar sobre o que há para comer nesse dia
As dores não passam quando a lua desaparece, e nem as preces que teimam em não terminar.
O amor é uma carta escondida, carcomida de um tempo que passou, não volta mais.


Janaina Cruz

24 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada Cristiano, espero que volte para conferir outros posts também.

      Excluir
  2. Muito forte! Parece um punho a bater à porta, uma dor, um emaranhado de sentimentos!
    Muito bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida nos empresta sorrisos e dores Dulce, pena que a cota dos sorrisos e menor, mas as dores são passageiras graças a Deus...

      Excluir
  3. Estou a visitar alguns blogs, e tive o privilégio de encontrar o seu, vi na pagina inicial o que escreveu, e como gostei folheei mais algumas páginas e fiquei maravilhado pelo que vi e li.
    Dou-lhe os parabéns, mas queria deixar um apelo continue assim dando sempre o melhor, boas mensagens, bons temas. Gosto de escrever, mas também gosto de ler bons temas, por isso é que parei aqui.
    Meu nome é: António Batalha.
    Sou um servo de Deus,e deixo aqui a minha bênção,que haja paz,amor na sua vida, muita saúde e felicidade.
    PS. Se desejar seguir o meu humilde blog, Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir, se encontrar seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma honra tê-lo por aqui Antonio, que Deus nos abençoe imensamente, com Deus somos tudo, sem ele nada somos.

      Excluir
  4. Respostas
    1. Uma luz bruxuleante numa noite fria qualquer, mas eu encontrei um sol disfarçado de gente meu amigo, sorte a minha!!! rsrs

      Excluir
  5. que venhamos nos renovar
    a cada manhã
    linda noite bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estarei sempre no teu cantinho apaixonado Nanda.

      Excluir
  6. Querida amiga

    Assim é o amor...
    Ora alegria...
    Ora dor...
    Mas sempre presente
    em nossa vida,
    independente
    da nossa vontade...

    Fique com tudo aquilo
    que te acalme o coração.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na gangorra do amor, quero estar sempre a brincar com o coração alegre de uma criança que se sente saciada pelo simples...

      Excluir
  7. Desesperança... acho que sofro disso.rs

    Me identifiquei muito com o não há nada nascendo de novo nessa mãe, e também com o que você disse a respeito do amor.

    Parabéns!

    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que todos nós sofremos e nos alegramos de forma parecida meu amigo, isso talvez é que nos faça entendermos quanto custa a felicidade ou a dor do outro...

      Excluir
  8. Eu quis dizer, nessa manhã, não nessa mãe.rs. Me desculpe.

    ResponderExcluir
  9. Minha querida

    O amor é mesmo isso...uma suave inquietação, mas quem pode viver sem ele.
    Profundo o teu poema, escreves para além das palavras.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O amor nos dá uma inquietude magnífica e sem ele somos só um ser sem asas para encantar a caminhada a pé.

      Excluir
  10. Muita desesperança nesse texto...mas na verdade tudo se renova...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No fundo, no fundo a desesperança, torna-se esperança com o renovar dos dias.

      Excluir
  11. É um poema denso.. e desesperançador.
    Obrigadíssima pela visita ao Sem Pudor, sinta-se a vontade para ir lá quando quiser...e voltarei aqui.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  12. Texto de impacto carregado de forte reflexão, nota-se um sentimento de dor e impotencia para com o que não se pode mudar.
    Otima construção Jana.
    Meu terno abraço com admiração.

    ResponderExcluir
  13. Janaina,que beleza de poesia de amor que se foi!Parabéns pelo talento e tb pelo seu livro!bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  14. Tua obra é perfeita, doce fadinha, com poderes de transformar tudo a tua volta em beleza. Meus parabéns ao casal, que sejam sempre felizes

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...