Google+ Badge

sábado, 24 de setembro de 2011



Um pássaro, hoje sou eu assim, com a gaiola quebrada
Com asas cortadas, procurando a mão protetora para pousar
A liberdade a tanto tempo negada causa-me medo
O que aconteceria, se voasse por cima das árvores, ou se sentisse a adrenalina do vento por entre as minhas penas?
Seria loucura abraçar os raios solares?
É tenta imensidão de céu e tão inútil
A chamada liberdade é meu grito de suicídio
Vibrante ...
Atônito...
Meu canto metamorfose, horas triste, horas tudo
Dádiva de incêndios
O aço de tua prisão raivosamente açoitava-me
Embrenhava-te em minha carne
Em meus desejos em todos os meus beijos
E os beijos que te dei, não os dei a mais ninguém
Nem aos que me mandam cartas perfumadas
Essas horas absurdas, esses meses sem sentido
Toda a falta de sintonia e senso
Pouco importa-me a porta dessa gaiola aberta
Não aprendi mesmo a voar...

Maldição!
Maldição!

Eu pássaro , não aprendi a voar...


Janaina Cruz



19 comentários:

  1. Forte poema. Carga emocional máxima!
    Lindo!
    Um bj querida amiga

    ResponderExcluir
  2. Jana

    Não faça de você mesma uma gaiola! Voe, voe, voe! :)

    ResponderExcluir
  3. Seu lirismo é encantador.
    Parabéns pelo blog!
    Tenha um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  4. Janaina querida...
    Vim correndo só para te dizer que ele é SIM meu filho!!!
    Queres o curriculum do baita????
    Ele sabe ensinar a voar...srsrsrsrs...
    Beijão...

    ResponderExcluir
  5. Norinha mais linda e maravilhosa...
    Ele é professor de história,filosofia,mestre em inglês,bacharel em direito e especialista em vôo...principalmente em terra firme...rsrsrsrsrs...
    Como podes ver,é perito em fazer história com quem ele se "dá",sabe como ninguém filosofar "sobre" o amor,também usa a língua de várias maneiras(idiomas...rsrsrsrs...)e faz "direito" tudo o que é pedido à ele!
    Beijos da sogrinha que cuida dos paraquedas...rsrsrsrsrsrs...

    ResponderExcluir
  6. Muito bom Janaína!
    É um grito de liberdade, poesia bem escrita.
    "Dádiva de incêndios", demais!
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  7. Norinha...
    Ter um professor particular é tudo de bom!
    Não se preocupe em não saber cozinhar...e as sogras servem para que????
    Claro que no meu caso NÃO é para infernizar a vida do casal...é deixar tudo ajeitadinho para meus filhotes possam se amar sem stressss...
    Beijão...

    ResponderExcluir
  8. Ser livre é poder optar por, de vez em quando, não ser.

    Gostei daqui.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. Fica com DEUS,minha tesoura(feminino de tesouro...rsrsrsrsrs)!
    Volta sempre,pois tenho muito carinho por ti.
    Eu sou do tipo que dá colinho para meninas queridas e que querem uma mãezona!!!
    Final de semana quente,pois por aqui está frio...brrrrrrrr...não aguento frio...snif...sniff...snifff...
    Beijo tu,norinha!

    ResponderExcluir
  10. Eu pássaro compreendo-te muito bem!
    Adorei LINDO!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Minha querida amiga Janaína,

    Um poema escrito com o clamor da alma e o coração dorido. E é assim de alma e coração que compreendo este belíssimo poema.

    Beijos com carinho e um feliz domingo

    ResponderExcluir
  12. Nossa, e esse apego todo te basta? a segurança dessa gaiola e o consolo das lembranças compensará o sabor do vento tempestuoso da liberdade?

    bjus da kirah^^

    p.s.: ah que seu poema diz tantas coisas, lindo, lírico, poesia...

    ResponderExcluir
  13. Lúcida e petrificada é tua poética. Pena, que pedras não tenham asas, mas quem sabe, você não faça um milagre.

    Ternura sempre!

    ResponderExcluir
  14. A liberdade de um pássaro é a liberdade do ser humano quando é livre pra pensar e agir. Nem sempre os voos leva para felicidade e é assim que nos sentimos como se nossas asas estão cortada. Mas temos que ser fortes diate das circunstâncias.
    Linda suas palavras desta poesias. Parabéns querida Janaína

    ResponderExcluir
  15. Psiiu, tem selo comemorativo aos 200 seguidores do blog hehe :D
    se quiser pegar ;)
    tá prontinho, na página de selos.
    beijosmil ;*
    http://o-que-ninguem-ve.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Obrigado pelo seu comentário! Passei aqui para retribuir e me encantei com o que vi! Parabéns! Feliz Sensibilidade, arte de poucos!

    ResponderExcluir
  17. Minha querida

    Um poema carregado de emoção, escrito com a alma e com todo o sentimento que nos atravessa, adorei e deixo um beijinho com carinho.

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  18. Mas as asas desta inspiração lhe coloca no topo da montanha,onde as aguias se recuperam para a volta magnifica em belos voos.Assim minha amiga,como Fenix.
    Com carinho meu abraço.
    Fique bem, fique na paz.
    Bju de luz nos seus dias.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...