Google+ Badge

quinta-feira, 16 de junho de 2011



(Amanhã é o aniversário do meu Nicolas, meu filho do meio)

Meu filho Nicolas

Enquanto o mundo não for teu,
Deixa o teu mundo ser meu.
Deixa que eu espante os teus medos,
Deixa que eu te explico os segredos.

Faz de conta que ainda sou maior
Faz de conta que consigo ser melhor
Que em teus contos sou ainda a rainha.
Agora é tua mão que é maior que a minha...

Permita -me ainda fuçar os teus mistérios
Beijar a tua testa
Reinventar os teus castelos.

Onde estão os teus brinquedos?
Já não os vejo mais
Não são mais os teus espelhos
Quase tudo ficou pra trás...

Minha coroa, o meu cetro, minha torre, minha paz...

Janaina Cruz

33 comentários:

  1. Olá Janaina, tudo bem????
    Então hoje é dia de festa?? :-)
    Não é a toa que gosta tanto do mês de junho, afinal seus filhotes nasceram nesse mês!!!
    Olha, desejo a seu menino muitas bençãos, muitas alegrias e que seja um vencedor. Como já disse para o seu outro anjinho, familia que vive em amor e por amor, só pode alcançar as bençãos e realizações!!!
    Abração!!!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns ao filhote e à mãe que escreve poesia linda!!
    Um grande abraço
    oa.s

    ResponderExcluir
  3. Olá Janaina
    Até que criem asas e abandonem o ninho, os filhos, enxergam com os nossos olhos.
    Felicidades a ele.
    Bjux

    ResponderExcluir
  4. Amiga Janaina, bela homenagem. Parabéns pelo aniversário do filho. Muitas felicidades a toda a família. Tenha uma boa noite.

    ResponderExcluir
  5. que lindo!!!!

    toda felicidade a vcs.

    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pelo poema... parabéns pelo aniversário de seu filho. Deus abençoe a todos
    com muita paz e alegria, não dá para esquecer
    estes momentos!

    ResponderExcluir
  7. Que bela festa,com esta mãe poeta e protetora/zelosa.Parabens ao jovem e que Deus lhe dê toda proteção e sorte na vida,assim como a voce Jana, para sorrir com cada vitoria dele nesta jornada.
    Ficou bela a homenagem com palavras garimpadas nos rios de nossas lembranças belas.
    Meu terno abraço de toda paz e luz.
    Divirtam-se façam tudo que se pode.
    É hoje o dia da alegria e a tristeza nem pode pensar em chegar...

    ResponderExcluir
  8. O que dizer, ao ler um poema tão lindo assim?
    Estou emocionado...

    Saúde, paz e sucesso para o seu filho e para você, Janaina!
    Parabéns para os dois!

    ResponderExcluir
  9. Janaina,senti pelas suas palavras o mesmo que em relação aos meus filhos,que lindo poema.Parabéns ao filhote e a você,mãe especial.Um grande abraço e fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
  10. Muito lindo seu blog. Te seguindo e sempre estarei aqui. Adorei.

    Se possível, visite o meu blog.

    http://deletrasasentimentos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi,Janaina!O tempo passa e depressa, eu não tenho filhos,nem sei se terei-os um dia,mas ao ver meus sobrinhos e afilhados me dou conta de como o tempo voa.Eles crescem depressa demais.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  12. O amor de mãe que pretende proteger, que deseja sublimar as dores dos aprendizados, que se doa sem pedir muito em troca, apenas que o filho se deixe amar da forma mais verdadeira e que ele faça desse amor fortes colunas, que sustentaram a base da sua edificação na vida. Muito belo Janaína.
    Um beijo para você e para o filhote aniversariante.
    Celêdian

    ResponderExcluir
  13. Oh, Deslumbrante e Maravilhosa Amiga Poetiza de sonho:
    "...Permita -me ainda fuçar os teus mistérios
    Beijar a tua testa
    Reinventar os teus castelos.

    Onde estão os teus brinquedos?
    Já não os vejo mais
    Não são mais os teus espelhos
    Quase tudo ficou pra trás..."

    Que delícia e beleza.
    Sabe, fiquei comovido perante tanta magia poética encantadora e doce.
    Estou sensibilidado. Perplexo e sem palavras pela intensidade linda de si e do que é.
    Parabéns. É gigantesca e sublime no seu sentir lindo e puro.
    Adorei.
    Ficava aqui a escrever a noite toda, acredite? São lições de vida.
    Beijinhos mil de respeito profundo pela sua grandeza humana.
    Com respeito e sempre a admirá-la pelo fascínio de si.

    pena

    Simplesmente, doce e notável, poetiza admiravel.
    Adorei.
    Parabéns.
    Bem-Haja, pela imensa ternura que alberga em si.

    ResponderExcluir
  14. Que linda a tua poesia, ao ler para minha irmã ela chorou! Tô tentando te seguir e não consigo rs. Beijoo e obrigado pela vista no meu blog.

    ResponderExcluir
  15. Embora atrasados, parabéns aos dois:)
    Abraço

    ResponderExcluir
  16. Janina, a tua poesia sempre me encanta, ainda que eu a acompanhe calado, porém esta urge que seja comentada. Este poema quase me levou às lágrimas, e nem sequer sou pai nem nada assim: pelo contrário, estou mais para filho (ele não deve ter uma idade muito diferente que a minha), e ainda assim é impossível não se emocionar e não apreciar a beleza propriamente poética e a gradação das imagens. Você é genial!

    ResponderExcluir
  17. Querida amiga,

    Que linda poesia! E não podia ser diferente com a sua sensibilidade, talento , a inspiração e este AMOR MAIOR que é o de mãe. Lindo demais, querida! Parabéns aos dois. Felicidades TODAS é o que desejo de coração e com toda a minha emoção.


    Beijos com carinho e feliz semana Janaína!

    ResponderExcluir
  18. Voce sabe que amo os meus filhos e voce com essa linda homenagem me deixa emocionado e feliz, que maravilhosa voce como mãe, espero que tua semana seja linda, venha ler o novo conto , beijos !

    ResponderExcluir
  19. Obrigado pela visita. Adorei a delicadeza e sensibilidade das palavras que você publica aqui, no seu cantinho.

    Saudações daqui das Minas Gerais.

    Ricardo.

    ResponderExcluir
  20. Uma parte importante de nós. Um aniversariante. Mesmo com certo atraso, desejo-lhe muita felicidade. E que o novo mundo seja dele e também um belo poema!
    Obrigado, Janaína pela sua companhia em meu blog!

    Um Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  21. que lindo, ler palavras assim tão singelas emociona...

    bjus da kirah^^

    ResponderExcluir
  22. lindo presente ele ganhou, amor de mãe em versos!!

    ResponderExcluir
  23. É difícil de comentar algo. Vou-me ficar por elogiar o amor que aqui se nota em palavras fortes e puras.

    ResponderExcluir
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  25. Passa tudo tão rápido! Que bonito! Um poema para o filho... um encanto de mãe!
    Felicidades para os dois.

    Um beijo imenso!

    ResponderExcluir
  26. Exatamente abençoado que ele procure tuas mesmas veredas ... não são perfeitas
    São doces, cheias de perspicácia e carinho em compensação ...
    bjão
    Manda uma fatia de bolo via sedex rs

    ResponderExcluir
  27. Que teu filho seja sempre abençoado por Deus. Bjs Janaina.

    ResponderExcluir
  28. Querida amiga

    Ao contrário dos filhos,
    o nosso amor
    não tem vontade de partir,
    nem tão pouco
    de viajar no tempo.

    Lindo poema,
    e preciosos os sentimentos
    que o acompanham.

    Vida plena em teus dias.

    ResponderExcluir
  29. Oi Janaina!

    O amor pelos nossos filhos é imensurável e cheio de mistérios. Mistérios de entrega, dedicação e de doação...
    Que Deus abençoe teu filhos, sempre!

    Um grande abraço, amiga!
    Beijo de luz no teu coração

    ResponderExcluir
  30. Outro anjinho...homenagem linda e bem merecida...

    Beijos e parabéns!

    ResponderExcluir
  31. querida janaina,
    acabo de ler as tuas palavras deixadas lá no viagens. distingues-me de modo muito especial ao partilhares a tua expressão lírica comigo.
    um abraço muito agradecido!

    ResponderExcluir
  32. Adorei sua poesia...
    Que Papai do Ceu seja sempre presente na sua vida.
    Obrigado por me seguir. Bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...