Google+ Badge

segunda-feira, 10 de março de 2014

Musas sanguinárias



Musas sanguinárias
Vesículas venenosas
Fugidias noites em que as vemos dançar...
Gleba profana desafiando mistérios e delírios
Elas cantam canções de ninar e embalam as suas bonecas.
Ventos vadios sopram-lhes os véus
Desmascarando suas faces noturnas.
Estrelas transgridem da noite para o dia
Raiando em torácica violetas e carmesim.
Incomodas nuvens afetam a atmosfera
Vingando-se da noite, dobrando-se a volúpia
De um pássaro marinho
E se não estou enganada ouvi o cantar
A lúcida liturgia do mistério
Dor e neblina em densidades mórbidas.

Janaina Cruz
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...