Google+ Badge

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Um sonho ruidoso




Santo  e São silêncio
As vezes é preciso silenciar
Mas não severamente,
Deixe a poesia entrar
Entrar como chuva, para teus olhos banhar
Entrar como música para tua alma alegrar
Poesia é braço forte da revolução
São pernas pra gente amar
Poesia é paixão é vadiação
É tudo que nos faz sonhar...
Até de olhos abertos...
Assim foi a criação do meu livro: Mais dia menos dia
Um desejo feito tempestade, um sonho quase distraído, um misto de realidade.
Agradeço (Leandro Medeiros Santos, meu esposo,  Voar na poesia, Jornal do comércio hoje notícias Grande Bahia OnlineImpressões literárias, ) a todas as pessoas que junto comigo comemoraram a realização do meu desejo, os elogios a minha literatura, a minha pessoa ( Reinaldo Ribeiro o poeta do amor, um doa maiores poetas de São Luis do maranhão), agradeço menção honrosa no voar da poesia.

O livro Mais dia menos dia, está a venda no site:


terça-feira, 18 de setembro de 2012

Luz



Luz
Eu quero a sensibilidade de uma luz diferente
Para banir as trevas de certos pensamentos
Escrevendo o calor de uma vida em mim.

Quero a exposição de um evento encantador
Onde minh'alma seja a tela mais valiosa
Pretendo lapidar toda escuridão com um grito.

Um grito capaz de rasgar os casulos 
Em que nos trancamos por quase uma vida
Buscando silêncio absoluto de grandes alturas.

Eu quero a luz
A luz que brinca na boca daquela menina
De um sol incandescente e evidente.

Na ponta da lança 
Que atinge o tempo e a rima
Fisgando versos de certa pujança.

Janaina Cruz  Severino Leandro

Obrigada meu amigo querido, por duetar comigo

domingo, 9 de setembro de 2012

Primeiro Ano




Um ano meu amor,
Faz um ano que o amor nos encantou
Um ano que ele surgiu ardente
Afastando de nós os abutres da solidão.
Nutrindo nosso peito e nossas vontades.
Tu és irresistível!
Meu mulato de cabelos soltos ao sol
O livro que leio com sensação de nunca querer acabar.
A melhor companhia de minha vida.
Inebriada com tanta alegria
Envolvo-te em milhões de beijos
Saciando a minha louca vontade de ti.
Sutes os sonhos que pendem em meus cílios
No regaço da alma, nas profundezas do eu.
Quero tua vida sempre insinuando-se para a minha,
Eu gloriosamente presa a ti, por livre escolha
Quero que sejas a  minha certeza até um futuro distante
Tão certo quanto a minha respiração.

Janaina Cruz

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

POESIA DA PRIMAVERA DUETO: JANAINA CRUZ E NEIDINHA BORGES

Poesia vencedora do concurso de duetos no grupo: https://www.facebook.com/SeraoDaPoesiaDuetos



Trago em meus pensamentos o caminho das flores

para que eu passeie por elas sem me lembrar da dor
o meu espírito se cubra de amor
e o vento ao espalhar as pétalas
me encha de esperança

Já sinto a minha alma florir

é o mês de setembro que está a surgir

semeando sorrisos, sensibilizando olhares

colorindo jardins com Lírios e jasmins



Trago em meus pensamentos o caminho das flores

A minha sensibilidade exposta, os meus valores

Talvez assim, a vida me devolva o encanto dos dias felizes

E eu consiga esquecer as mãos vazias que pendem lembrando deslizes




Vem chegando setembro como um sopro em meus cílios dormentes

Fia a fio tecendo cada semente

Dos muitos sorrisos que guardei para dar.

E minha alma florida, tão contente, transformando em primavera tudo que cismar de tocar.





Janaina Cruz e Neidinha Borges
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...